DIABETES E 17 DÚVIDAS: QUANTO VOCÊ CONHECE DA SUA DIABETES?

dúvidas sobre a diabetes

Diabetes e 17 dúvidas | Glicemia | Calçados | Frutas | Doenças | Doces | Gorduras | Hemoglobina Glicada | Gravidez | Exercícios | Peso | Estresse | Treinamento | Sal | Gengivas | Pressão alta | Cortes | Sono | Leve com Você | Recomendações | Fontes

Diabetes e 17 dúvidas: caso não queira ou não consiga ler este conteúdo, ele também pode ser ouvido em nosso site. Para isso clique aqui, ou use o tocador abaixo.

A condição de diabético, ou melhor a necessidade de controlar a diabetes, exige que saibamos, no mínimo, algumas questões básicas, necessárias ao entendimento e correto acompanhamento da doença.

 

É perfeitamente possível gerenciar e controlar a diabetes, para que a glicemia esteja, na maior parte do tempo, em níveis normais ou aceitáveis. Porém, para conseguir isso, a informação normalmente vem em primeiro lugar, pois só se administra o que se conhece.

 

Seguem 17 afirmação, umas falsas, outras verdadeiras que dão uma base e uma ideia de como esse conhecimento pode ser relevante no tratamento da diabetes e para que você avalie o seu conhecimento sobre o assunto.

 

Esperamos que ajude. Paz e saúde!

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: NÍVEL DE AÇÚCAR NO SANGUE

  1. A maioria das pessoas com diabetes pode sentir o nível de açúcar no sangue aumentar?

A diabetes tipo 2 costuma ser uma doença silenciosa. Você pode se sentir bem, embora os níveis cronicamente elevados de açúcar no sangue estejam causando sérios danos ao seu corpo. Quando se trata de monitorar a diabetes, não confie em como você se sente. Não espere até que esteja avançada o suficiente para causar sintomas.

 

Pessoas com diabetes ou pré-diabetes precisam usar um monitor de glicose no sangue para controlar sua glicemia. Pergunte ao seu médico com que frequência você precisa verificar a sua. Varia de pessoa para pessoa, dependendo da sua saúde e dos medicamentos que toma, do nível de controle que precise ou deseje fazer.

 

Quanto mais frequente, mais informação você terá e saberá como está sua glicemia após determinada refeição, ou após ingerir determinado alimento ou mesmo como se comporta sua glicemia quando você não se alimenta. Sim, ela poderá subir mesmo nestas ocasiões.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: CALÇADOS

  1. Por que você deve usar tênis e sapatos confortáveis?

Pessoas com diabetes podem desenvolver problemas graves nos pés. Por causa de lesões nos nervos, você pode não sentir bolhas ou feridas. O fluxo insuficiente de sangue para os pés pode tornar a lesão mais prolongada e com maior probabilidade de infeccionar. Ter diabetes pode significar que você está mais sujeito a infecções e pode diminuir suas defesas para a cura. O uso de sapatos gastos, apertados ou malfeitos aumenta o perigo.

 

Você não precisa necessariamente comprar “calçados para diabetes” que sejam ortopédicos ou especiais. Mas use, dentro do possível, bons sapatos ou tênis que caibam bem e tenham espaço suficiente, principalmente na biqueira. Todas as noites antes de dormir, verifique se há alguma ferida, bolhas ou irritação nos pés.

 

Caso não esteja convencido da importância disso, veja o exemplo e as consequências de um “pé de diabético” sem acompanhamento no documentário Glicemia em Alta (clique aqui para assistir).

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: FRUTAS

  1. Pessoas com diabetes podem comer quantas frutas quiserem?

 

Sim, as frutas são uma parte essencial de uma dieta saudável. Mas as frutas contêm carboidratos  – algumas mais do que outras – e comer muitos carboidratos pode fazer com que o açúcar no sangue fique muito alto. Como acontece com qualquer alimento, preste atenção na porção que ingere.

 

Em geral, opte por pedaços menores de frutas e prefira frutas inteiras ao invés de sucos. Além disso, controle as porções de vegetais ricos em amido, como batata, inhame, ervilha, mandioca e milho. Tente manter um plano de alimentação saudável.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: MAIS SUSCETÍVEL A DOENÇAS

  1. Se você tem diabetes, é mais provável que pegue uma gripe?

Se você tem diabetes, não é mais provável que você pegue um resfriado ou gripe do que uma pessoa normal. Mas se você pegar um resfriado ou gripe, é mais provável que fique mais doente. O açúcar no sangue pode aumentar e é mais provável que você tenha complicações. Pessoas com diabetes têm uma probabilidade três vezes maior de morrer de gripe e pneumonia.

 

Proteja-se. Durante a temporada de gripes e resfriados, lave as mãos com mais frequência e use um desinfetante à base de álcool quando não estiver perto de uma pia. Certifique-se sempre de tomar a vacina contra a gripe todos os anos, de preferência em abril, antes do início da temporada de gripe. E mantenha a sua vacina contra pneumonia também atualizada.

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

DIABETES E 17 DÚVIDAS: NÃO COMER DOCES

  1. Pessoas com diabetes não devem comer doces ou outros alimentos açucarados.

Pessoas com diabetes podem comer tudo o que quiserem – doces, chocolates, tortas ou outros doces. Se as porções são razoáveis, não há alimentos proibidos. O segredo é comer doces com (muita) moderação, planejar com antecedência e observar o total de carboidratos. Por exemplo, se você quiser comer um pequeno pedaço de bolo de sobremesa, compense evitando outro alimento com carboidratos durante a refeição ou aguardando pelo menos duas horas, até o momento em que a glicemia pós prandial (após a refeição) já tenha se estabilizado e voltado a níveis mais baixos.

 

Lembre-se de que muitos doces e outros produtos denominados “para diabéticos”, que não contêm açúcar, ainda têm calorias e carboidratos que podem afetar o açúcar no sangue. Mesmo que um produto seja comercializado para pessoas com diabetes, nunca presuma que é seguro comer uma quantidade ilimitada. Leia a informação nutricional para ter certeza de que o alimento é realmente seguro para diabéticos. Há uma enormidade de produtos light, diet, zero ou mesmo para diabéticos, que contêm outros tipos de açúcares e que podem aumentar a sua glicemia tanto quanto um alimento “normal”.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: CORTAR A GORDURA

  1. Cortar toda a gordura de sua dieta retardará a diabetes?

Se você tem diabetes, em primeiro lugar não deve eliminar toda a gordura. Porém reduza as gorduras saturadas e trans – os tipos encontrados em alimentos processados ​​-, mas certifique-se de obter gorduras mono e poli-insaturadas suficientemente saudáveis. A redução das gorduras saturadas diminuirá o risco de doenças cardiovasculares, uma complicação séria da diabetes.

 

Portanto, prefira um punhado de amêndoas – ricas em gorduras saudáveis ​​– ao invés de batatas fritas. Escolha salmão em vez de hambúrguer. A moderação ainda é importante porque até as gorduras saudáveis ​​são ricas em calorias. Ao comê-las em excesso haverá ganho de peso.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: HEMOGLOBINA GLICADA

  1. Com que frequência a maioria das pessoas com diabetes precisa fazer um teste de hemoglobina glicada?

Os exames de hemoglobina glicada fornecem informações importantes sobre seus níveis de glicose, além dos testes capilares de açúcar no sangue (feitos em casa com a coleta de uma gota de sangue dos dedos) e exames laboratoriais de glicemia em jejum. Em vez de apenas uma “foto instantânea” de como você está em um determinado momento, os testes de hemoglobina glicada fornecem uma visão geral do controle de açúcar no sangue nos últimos dois a três meses.

 

Como fornecem uma visão geral de um longo período, você não precisa destes exames o tempo todo. Duas a quatro vezes por ano são o padrão. Veja o que seu médico recomenda.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: GRAVIDEZ

  1. É perigoso mulheres com diabetes engravidarem?

Há um tempo atrás, os médicos diziam às mulheres com diabetes para evitar a gravidez. Isso não é mais verdade. Com bons cuidados médicos, as mulheres com diabetes podem ter uma gravidez normal e um bebê saudável.

 

A chave é um bom controle dos níveis de açúcar no sangue antes e durante a gravidez. Para se preparar, converse com seu médico três a seis meses antes de começar a tentar engravidar. Você aprenderá como ter uma gestação saudável, o que significa mais atenção à dieta e à glicemia e ajustes no tratamento.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: ATIVIDADE FÍSICA

  1. Quanta atividade aeróbica a maioria das pessoas com diabetes deve fazer a cada semana?

O exercício tem benefícios reais para as pessoas com diabetes. Pode diminuir o açúcar no sangue, diminuir a pressão arterial, melhorar o uso de insulina pelo corpo e melhorar a saúde do coração. Pode até permitir que você tome doses menores de seus medicamentos.

 

O exercício aeróbico é a única forma de diminuir a glicemia sem a necessidade de insulina endógena ou exógena (produzida pelo organismo ou injetada) ou outro componente químico.

 

A maioria dos especialistas sugere no mínimo 150 minutos de exercícios por semana, distribuídos por 3 dias. Lembre-se de que todos os tipos de atividades contam – jogar tênis, caminhar ou andar de bicicleta.

 

Dividir sua atividade em partes menores durante o dia e combinar exercícios cardiovasculares com treinamento de força tornam esse objetivo mais fácil.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: PERDER PESO

  1. Se você está acima do peso, perder 2 quilos pode ajudar com sua diabetes?

O peso extra é um fator de risco para o desenvolvimento da diabetes. Também é um fator de risco para algumas de suas complicações graves, como doenças cardíacas.

 

É fácil ficar desanimado se você tem muito peso para perder. Mas pequenos passos farão a diferença. Estudos descobriram que perder até mesmo um pouco de peso – apenas 2 a 7 kg – pode reduzir os níveis de açúcar no sangue. A perda de peso também melhora a pressão arterial, reduz o risco de doenças cardíacas e aumenta a eficácia da insulina.

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

DIABETES E 17 DÚVIDAS: ESTRESSE

  1. Se você está estressado, o açúcar no sangue pode aumentar.

O estresse pode ser um problema para as pessoas com diabetes. Primeiro, quando você está estressado, é menos provável que você mantenha os cuidados necessários. Você pode comer mal, parar de se exercitar ou não dormir o suficiente. Em segundo lugar, o estresse parece ter um efeito direto sobre os níveis de açúcar no sangue, deixando-os bem alterados.

 

Como ninguém evita completamente o estresse, aprenda algumas maneiras de reduzi-lo. Exercícios, ioga e meditação ajudam a reduzir o estresse. Pratique técnicas de respiração profunda para acabar com o estresse, que podem ser usadas em qualquer lugar. Elas podem acalmá-lo após uma discussão com seu filho adolescente ou depois de uma reunião estressante com seu chefe.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: TREINAMENTO DE FORÇA

  1. Por que o treinamento de força é importante para pessoas com diabetes?

Além da atividade aeróbica, tente levantar pesos ou praticar o treinamento de resistência duas a três vezes por semana. Construir músculos não apenas o tornará mais forte. Aumentará a eficácia da insulina natural e melhorará os níveis de açúcar no sangue. Ele também queima calorias e ajuda a prevenir o ganho de peso.

 

Você não precisa entrar em uma academia se não quiser. Fazer exercícios calistênicos – como flexões – ou usar pesos livres ou tiras de resistência em casa também irá funcionar.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: SAL

13.Quanto sal deve comer uma pessoa com diabetes?

Menos de uma colher de chá por dia.

 

Reduzir o sal é importante para as pessoas com diabetes. Pode ajudar a manter a pressão arterial sob controle, proteger os rins e reduzir o risco de doenças cardíacas. Pessoas com diabetes devem consumir cerca de dois terços de uma colher de chá de sal de cozinha por dia. Infelizmente, o diabético médio come mais de três a nove vezes essa quantidade.

 

Reduzir o sal não é tão simples quanto tirar o saleiro da mesa (embora seja uma boa ideia). Você também precisa reduzir o consumo de alimentos processados, que costumam estar repletos de sal. Ao cozinhar, experimente usar ervas para dar sabor aos alimentos em vez de sal.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: GENGIVAS

  1. A doença gengival pode dificultar o controle do açúcar no sangue?

Estudos mostram que doenças gengivais graves são uma complicação da diabetes. Quanto pior o controle do açúcar no sangue, maior o risco. O que é mais surpreendente é que a relação também funciona ao contrário – doenças gengivais não tratadas podem afetar os níveis de açúcar no sangue e piorar o controle da diabetes. A diabetes também aumenta o risco de outros problemas de saúde bucal, como cáries, infecções bacterianas e candidíase.

 

O que você pode fazer? Mantenha o nível de açúcar no sangue sob controle. Além disso, pratique uma boa higiene oral. Escove no mínimo duas vezes ao dia, use fio dental diariamente, use um antisséptico bucal e vá ao dentista a cada seis meses.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: PRESSÃO ALTA

  1. Ter diabetes significa que você tem maior probabilidade de ter pressão alta.

Em média, 2 em cada 3 pessoas com diabetes têm pressão alta. Ter ambas as condições aumenta o risco de ataque cardíaco e derrame, danos aos olhos e aos rins. Manter a pressão arterial sob controle é essencial se você tem diabetes.

 

Pessoas com diabetes devem ter como objetivo a pressão arterial abaixo de 130/80. Manter uma dieta mais saudável, fazer mais exercícios e – em alguns casos – tomar medicamentos pode ajudar. Faça um teste de pressão arterial pelo menos duas a quatro vezes por mês em casa, e seu médico também deverá averiguar a sua pressão durante a sua consulta.

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

DIABETES E 17 DÚVIDAS: CORTES E ARRANHÕES

  1. O que você deve fazer se tiver um corte ou arranhão?

Se você tem diabetes, seu corpo cicatriza mais lentamente e fica mais sujeito a infecções. Cortes menores não tratados podem se transformar em feridas dolorosas que levam meses ou até anos para cicatrizar. Sempre trate cortes e arranhões, mesmo que sejam apenas cortes de barbear ou pequenas manchas.

 

Use um creme antibiótico e aplique um curativo. Não deixe o ar “sair” – as feridas cicatrizam melhor se forem mantidas úmidas e cobertas.

 

Fique de olho no ferimento, com inspeções regulares. Se você observar sinais de infecção, visite seu médico.

 

DIABETES E 17 DÚVIDAS: SONO

  1. O que pode acontecer se você não dormir o suficiente?

Pessoas com diabetes tipo 2 que não dormem o suficiente têm maior probabilidade de sentir mais dores nos nervos e ter níveis mais altos de açúcar no sangue. Altos níveis de hormônios do estresse no corpo – desencadeados por não dormir o suficiente – podem deixar você com fome, o que pode piorar o problema. Estudos descobriram que a falta crônica de sono é um fator de risco alto para o desenvolvimento de diabetes tipo 2.

 

Procure ter entre sete a nove horas de sono por noite. Em alguns casos, os sintomas da diabetes, como micção frequente, podem dificultar o sono. Se você está sempre cansado, a melhor opção é consultar o seu médico.

 

LEVE COM VOCÊ

Estar minimamente informado sobre os diversos aspectos da diabetes é uma necessidade, pois são vários aspectos que devem ser considerados, e conhecê-los permitirá um melhor controle da diabetes.

 

Infelizmente as alternativas são ou as complicações da diabetes, ou cada vez mais medicamentos.

 

A opção é sua. Caso queira informar-se e buscar formas saudáveis de gerir a sua glicemia, estamos aqui para ajudar! Paz e saúde!

 

RECOMENDAÇÕES

Para controle da diabetes através de uma alimentação saudável, dieta recomendada, receitas, livros gratuitos e outras publicações indicadas para diabéticos visite Produtos Recomendados em www.controledadiabetes.com.br/produtos-indicados/. Clique aqui para saber mais.

Fontes:

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 passos para controlar a diabetes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *