A DIETA IDEAL PARA A DIABETES TIPO 1

comida saudável para reduzir a glicemia

 A dieta ideal para a  diabetes tipo 1 consiste em manter uma dieta saudável. Uma dieta ideal para  a diabetes tipo 1 é projetada para fornecer nutrição máxima, enquanto também monitora a ingestão de carboidratos, proteínas e gorduras.

 

No entanto, não existe uma dieta universal única para diabetes. Envolve ser consciente de como você come e como seu corpo irá responder a certos alimentos.

 

Por que seguir uma dieta de diabetes tipo 1?

Pessoas com diabetes tipo 1 precisam monitorar seus níveis de açúcar no sangue. Sem dieta adequada, exercício e terapia de insulina, uma pessoa com diabetes tipo 1 pode ter complicações de saúde.

 

As complicações associadas ao diabetes tipo 1 incluem:

  • problemas de visão
  • hipertensão arterial, que aumenta o risco de ataque cardíaco, AVC e má circulação
  • danos nos rins
  • danos dos nervos
  • feridas e infecções na pele, que podem causar dor e levar à morte do tecido

 

Seguir as orientações nutricionais adequadas pode ajudar a atenuar as dificuldades da diabetes tipo 1 e a evitar complicações de saúde. Também pode melhorar sua qualidade de vida em geral.

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

Preparando-se para uma dieta de diabetes tipo 1

Não há dieta padrão para diabetes. Um nutricionista pode ajudá-lo a elaborar planos de refeição e criar uma dieta que funcione para você a longo prazo.

 

É fácil devorar fast food e outros alimentos processados ​​quando você tem pouco tempo e dinheiro. No entanto, esses alimentos oferecem nutrientes mínimos e são ricos em gordura, açúcar e sal. Planejar as refeições com antecedência e fazer compras regularmente pode ajudar a reduzir qualquer “alimentação de emergência”.

 

Uma cozinha bem abastecida de alimentos saudáveis ​​também pode reduzir o consumo desnecessário de açúcar, carboidratos, sódio e gordura que podem aumentar o açúcar no sangue.

 

Um aspecto importante de qualquer dieta diabética é a consistência. Para manter os níveis de açúcar no sangue:

 

  • não pule refeições
  • tente comer na mesma hora todos os dias
  • preste atenção aos rótulos dos alimentos

Importância da insulina

Também é importante trabalhar com seu médico para calcular a dosagem correta de insulina para a ingestão de carboidratos.

 

Existem dois tipos de cobertura de insulina:

  • bolus-prandial, que é prescrito como uma proporção de insulina para carboidrato e representa quantos gramas de carboidratos são cobertos por 1 unidade de insulina
  • basal, que é uma dose de insulina de fundo que substitui a insulina durante a noite, quando você está em jejum, ou entre as refeições

 

Encontrar o equilíbrio correto entre carboidratos e insulina será crucial para dissuadir o açúcar elevado ou baixo no sangue. Além disso, será importante monitorar também o nível de atividade e seu impacto no açúcar no sangue e nos medicamentos.

 

Importância dos exercícios

De acordo com a Associação Americana de Diabetes, a atividade física regular é importante para a saúde geral e bem-estar, independentemente do tipo de diabetes que você tem.

 

Para saber como diferentes tipos de atividade afetarão você, é importante verificar o nível de açúcar no sangue antes, durante e depois do exercício.

 

Nível recomendado de açúcar no sangue

O intervalo recomendado para o açúcar no sangue durante o dia é entre 80 e 130 miligramas por decilitro (mg / dL) de sangue. Duas horas após a ingestão, o seu açúcar no sangue não deve ser superior a 180 mg / dl.

 

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

Começando uma dieta de diabetes tipo 1

É importante incluir alimentos nutritivos e ricos em vitaminas e minerais. Para recomendações gerais de saúde, a escolha de gorduras saudáveis, proteínas e carboidratos ricos em nutrientes é ideal.

 

Se você tiver problemas para controlar a diabetes tipo 1, trabalhe com seu médico ou nutricionista para ajudar a gerenciar seus medicamentos e o momento de comer. Você também deve discutir as porções de carboidratos por refeição que seriam apropriadas com base em suas necessidades.

 

Você também precisará levar em conta os exercícios e determinar a necessidade de carboidratos para o seu nível de atividade.

Aqui estão algumas recomendações básicas:

 

Carboidratos

Existem três tipos de carboidratos: amidos, açúcares e fibras.

 

Eles podem vir na forma de feijão, vegetais ricos em amido, frutas, massas ou pão. Os carboidratos se transformam em açúcar no trato digestivo e são absorvidos pela corrente sanguínea. Isso aumenta o seu nível de glicose.

 

É importante gerenciar a ingestão de carboidratos se você tiver diabetes tipo 1. Alguns carboidratos agem mais rápido no açúcar no sangue do que outros. Se você está com níveis baixos de açúcar no sangue, é melhor escolher um carboidrato de ação rápida que seja facilmente digerido e absorvido na corrente sanguínea.

 

Normalmente, começar com cerca de 15 gramas de carboidratos deve ser adequado. Em seguida, verifique novamente o seu açúcar no sangue e consuma mais 15 gramas se a sua leitura ainda estiver baixa.

 

Exemplos de carboidratos de ação rápida que têm 15 gramas de carboidratos incluem:

 

  • 1/4 xícara de suco de fruta
  • 1 pequena fruta fresca (120 gramas)
  • 4 a 6 bolachas
  • 2 colheres de sopa de passas
  • 1 colher de sopa de mel

 

Frutas

As frutas são fontes naturais de açúcar e devem ser contadas como carboidratos, se você estiver usando um plano de dieta.

 

Você pode escolher fresca ou congelada. É importante entender quantos carboidratos existem em certas partes da fruta. Isso ajudará você a gerenciar seus níveis de açúcar no sangue e insulina.

 

Exemplos de porções de frutas que contêm 15 gramas de carboidratos incluem:

 

  • 1/2 xícara de fruta enlatada
  • 1/4 xícara de frutas secas
  • 1 pequena fruta fresca
  • 80 gramas de uvas
  • 1 xícara de melão ou bagas
  • 1/2 xícara de suco de fruta

 

Tenha em mente que você não precisa se limitar a apenas 15 gramas por refeição ou lanche. Mas é importante saber quantos carboidratos existem em determinadas porções com base nas suas necessidades de insulina e no plano geral de gerenciamento de glicemia.

 

Legumes

O amido é uma forma de açúcar que ocorre naturalmente em muitos vegetais comuns, como batatas, milho e ervilhas. Os vegetais ricos em amido contêm mais carboidratos do que outros vegetais e devem ser consumidos com moderação e contabilizados no cálculo da ingestão de carboidratos.

 

Os vegetais sem amido têm um impacto menor no seu açúcar no sangue e são ricos em vitaminas, minerais, fibras e fito químicos. Você pode comer até três xícaras desses tipos de legumes por refeição sem ter um grande impacto no açúcar no sangue.

 

Conte mais de três xícaras como cerca de 15 gramas de carboidratos, e qualquer coisa abaixo disso seria considerada “livre”. Isso inclui:

  • vegetais de folhas verdes
  • aspargos
  • beterraba
  • cenouras
  • aipo
  • pepino
  • cebolas
  • pimentões
  • brotos
  • tomates

 

Escolha sempre legumes frescos ou congelados sem adição de sal ou molhos.

 

Porções de vegetais ricos em amido que têm 15 gramas de carboidratos incluem:

 

  • 80 gramas de uma batata cozida
  • 1/2 xícara de milho
  • 1/2 xícara de batata doce ou batata cozida
  • 1/2 xícara de ervilhas
  • 1/2 xícara de abóbora

 

Grãos integrais

Os cereais integrais são um amido nutritivo e fibroso. É recomendado que pelo menos 50% dos grãos consumidos sejam integrais. Arroz integral, farelo de cereais e pães integrais são ótimas fontes.

 

Leia os rótulos e tenha em mente o consumo total de uma só vez para garantir que o açúcar no sangue seja regulado com a medicação.

 

Proteínas e Gorduras

As proteínas são extremamente importantes na manutenção muscular e reparação de feridas, enquanto gorduras saudáveis ​​são necessárias para o funcionamento ideal do cérebro e do coração.

 

Proteínas são encontradas em feijões e ovos, além de carne. Exemplos de gorduras saudáveis ​​incluem abacate, nozes e sementes em geral.

 

Embora proteínas e gorduras não aumentem diretamente o açúcar no sangue, os especialistas recomendam que você limite sua ingestão de carnes processadas ou gordurosas, que contêm níveis mais altos de gordura saturada e sódio.

 

Embora essas substâncias não tenham efeito direto sobre o açúcar no sangue, a ingestão excessiva delas pode ter efeitos prejudiciais à saúde, especialmente doenças cardíacas.

Quando comer

Saber quando comer é tão importante quanto saber o que comer.

 

Comer pequenas refeições e lanches progressivamente ao longo do dia pode facilitar o monitoramento do nível de açúcar no sangue e evitar que os níveis cheguem ao máximo.

 

Seu médico e um nutricionista registrado podem ajudá-lo a calcular suas necessidades exatas de insulina para apoiar a ingestão de carboidratos e evitar os altos e baixos do açúcar no sangue.

 

Frutas, legumes, nozes e outros alimentos podem ser carregados facilmente e são ótimos para ter em mãos quando você precisar deles. Um café da manhã saudável pode recuperar o açúcar no sangue após uma noite de descanso.

 

Exercício e atividade física reduzem o açúcar no sangue. Se você fizer exercícios intensos, medirá o açúcar no sangue antes e depois do exercício. Isso permitirá que você saiba quanto você precisará comer para manter um nível saudável.

 

A Sociedade Brasileira de Diabetes fornece um guia que ensina como contar carboidratos e as quantidades presentes em cada alimento. Para baixá-lo https://diabetes.org.br/wp-content/uploads/2021/05/manual-de-contagem-de-carbo.pdf.

Leve com você

Viver com diabetes significa que você tem que estar mais consciente de sua dieta e como isso afeta seu corpo. Seu médico e nutricionista podem ajudá-lo a elaborar um plano de refeições que funcione para você.

 

Recomendações

Para controle da diabetes através de uma alimentação saudável, dieta recomendada, receitas, livros gratuitos e outras publicações indicadas para diabéticos visite Produtos Recomendados em https://controledadiabetes.com.br/produtos-indicados/Clique aqui para saber mais.

 

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *