DIABETES E HIPOGLICEMIA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

diabetes e hipoglicemia

Diabetes e hipoglicemia | Sintomas | Tratamento | Crianças | Hipoglicemia severa | Tratamento de hipoglicemia severa | Causas | Identificação médica | Desconhecimento de hipoglicemia | Recuperando a percepção | Descobrindo as causas  | Recomendações | Fontes

Ao longo do dia, dependendo de vários fatores diferentes, os níveis de glicose no sangue (também chamados de açúcar no sangue) variam ou aumentam. Isto é normal. Se isso variar dentro de um determinado intervalo, você provavelmente não será capaz de dizer. Mas se for abaixo do intervalo saudável e não for tratado, pode se tornar perigoso.

 

Baixa glicose no sangue (hipoglicemia) ocorre quando os níveis de glicose no sangue caem o suficiente para que você tenha que tomar medidas para trazê-los de volta ao seu alcance alvo.

 

Isso geralmente é quando sua glicose no sangue é inferior a 70 mg / dl.  Esta, porém, é uma regra geral, e estes níveis mínimos podem variar de pessoa para pessoa.

 

Baixa glicose no sangue também pode ser chamada de reação à insulina ou choque insulínico.

 

Diabetes e hipoglicemia: sinais e sintomas

A reação de cada pessoa à baixa glicose no sangue é diferente. É importante conhecer seus próprios sinais e sintomas de quando sua glicose no sangue está muito baixa. Ter tempo para escrever esses sintomas pode ajudá-lo a aprender quando ocorre a hipoglicemia.

 

De indicadores mais leves e mais comuns até os mais graves, os sinais e sintomas de baixa glicose no sangue incluem:

 

  • Sentir-se instável emocionalmente
  • Estar nervoso ou ansioso
  • Suores, calafrios e umidade
  • Irritabilidade ou impaciência
  • Confusão
  • Pulsação rápida
  • Tontura
  • Fome
  • Náusea
  • Palidez
  • Sonolência
  • Sentindo-se fraco ou sem energia
  • Visão turva / comprometida
  • Formigamento ou dormência nos lábios, língua ou bochechas
  • Dores de cabeça
  • Problemas de coordenação, falta de jeito
  • Pesadelos ou choro durante o sono
  • Convulsões

 

A única maneira segura de saber se você está com hipoglicemia é verificar sua glicose no sangue imediatamente, se possível. Se você estiver com sintomas e não conseguir verificar sua glicose no sangue por qualquer motivo, trate como uma hipoglicemia.

 

Um baixo nível de glicose no sangue desencadeia a liberação de epinefrina (adrenalina), o hormônio da “luta ou fuga”. Epinefrina é o que pode causar os sintomas da hipoglicemia, como coração acelerado, sudorese, formigamento e ansiedade.

 

Se o nível de glicose no sangue continuar caindo, o cérebro não recebe glicose suficiente e deixa de funcionar como deveria. Isso pode levar a visão turva, dificultar a concentração, gerar pensamentos confusos, fala arrastada, dormência e sonolência. Se a glicose no sangue permanecer baixa por muito tempo, privando o cérebro de glicose, isso pode levar a convulsões, coma e mais raramente à morte.

 

Diabetes e hipoglicemia: tratamento – a regra 15-15

A regra 15-15 se resume em ingerir 15 gramas de carboidrato para aumentar sua glicose no sangue e verificar sua glicemia após 15 minutos. Se ainda estiver abaixo de 70 mg / dL, repita o processo.

 

Repita essas etapas até que sua glicose no sangue seja pelo menos 70 mg / dL. Quando a glicose no sangue voltar ao normal, coma uma refeição ou um lanche para garantir que ela não diminua novamente mais tarde.

 

A ingestão rápida de carboidratos pode ser feita através de alguma das seguintes opções:

 

  • comprimidos de glicose
  • tubos de gel
  • 1/2 xícara de suco ou refrigerante regular (não dietético)
  • 1 colher de sopa de açúcar, mel ou xarope de milho
  • Doces duros, jujubas ou balas de goma – veja o rótulo de alimentos para verificar quantos deve consumir

 

Tome nota de qualquer episódio de baixa glicose no sangue e converse com seu médico sobre as possíveis causas do evento. Ele pode sugerir maneiras de evitar a hipoglicemia no futuro.

 

Eu por exemplo, as tinha comumente quando me exercitava mais intensamente. Ao conversar com meu médico, ele sugeriu que eu consumisse uma barra de cereais no meio do exercício, antes da hipoglicemia se manifestar, o que fez com que elas praticamente desaparecessem durante os exercícios.

 

Muitas pessoas tendem a querer comer o máximo que podem até se sentirem melhor. Isso pode fazer os níveis de glicose no sangue dispararem. Usar a abordagem passo a passo da regra 15-15 pode ajudá-lo a evitar isso, prevenindo a hiperglicemia.

banner 3 passos para controlar a diabetes
Clique aqui e saiba mais

Diabetes e hipoglicemia: crianças

As crianças pequenas geralmente precisam de menos de 15 gramas de carboidratos para resolver um nível baixo de glicose no sangue: os bebês podem precisar de 6 gramas, as crianças menores podem precisar de 8 gramas e as crianças um pouco maiores podem precisar de 10 gramas.

 

Isso precisa ser individualizado para cada paciente, então discuta a quantidade necessária com seu médico.

 

Ao tratar uma baixa acentuada de glicose, a escolha da fonte de carboidratos é importante. Carboidratos complexos, ou alimentos que contenham gorduras juntamente com carboidratos (como o chocolate) podem retardar a absorção de glicose e não devem ser usados ​​para tratar uma emergência.

 

Diabetes e hipoglicemia: hipoglicemia severa

Quando a hipoglicemia não é tratada e você precisa de alguém para ajudá-lo a se recuperar, isso é considerado um evento grave.

 

Tratamento para hipoglicemia severa

O glucagon é um hormônio produzido no pâncreas que estimula o fígado a liberar a glicose nele armazenada na corrente sanguínea quando os níveis de glicose no sangue estão muito baixos. O glucagon injetável é usado para tratar alguém com diabetes quando a glicose no sangue é muito baixa para tratar usando a regra 15-15.

 

Kits de glucagon estão disponíveis por prescrição. Fale com seu médico sobre se você deve comprar um kit de glucagon e como e quando usá-lo.

 

As pessoas com quem você está em contato frequente (por exemplo, amigos, familiares e colegas de trabalho) devem ser instruídas sobre como administrar glucagon para tratar a hipoglicemia grave.

 

Como fazer:

  • Injete o glucagon na nádega, braço ou coxa, seguindo as instruções do kit.
  • Quando a pessoa recupera a consciência (geralmente em 5-15 minutos), ela poderá sentir náusea e vômito.
  • Se você precisou de glucagon, informe seu médico para que possa discutir formas de prevenir a hipoglicemia grave no futuro.
  • Não hesite em ligar para a emergência. Se alguém estiver inconsciente e o glucagon não estiver disponível ou alguém não souber como usá-lo, ligue para a emergência imediatamente.

 

Diabetes e hipoglicemia:  o que não fazer em caso de hipoglicemia severa

 

  • Injetar insulina (reduzirá ainda mais a glicose no sangue)
  • Fornecer comida ou líquidos (elas podem se engasgar)

 

Diabetes e hipoglicemia: Causas de baixa de glicose no sangue

Baixa glicose no sangue é comum em pessoas com diabetes tipo 1 e pode ocorrer em pessoas com diabetes tipo 2 que tomam insulina ou certos medicamentos.

 

Um paciente médio com diabetes tipo 1 pode experimentar até dois episódios de glicose no sangue leve a cada semana, e isso contando apenas episódios com sintomas. Se você adicionar hipoglicemias sem sintomas e os que acontecem durante a noite, o número provavelmente será maior.

 

Insulina

Demasiada insulina é uma causa definida de baixa glicose no sangue. Uma das razões pelas quais as insulinas mais novas são preferidas em relação à NPH e a insulina regular é que elas são menos propensas a causar baixos níveis de glicose no sangue.

 

Bombas de insulina também podem reduzir o risco de baixa glicose no sangue. Injetar acidentalmente o tipo errado de insulina, insulina em excesso ou injetar diretamente no músculo (em vez de sob a pele) pode causar baixa glicose no sangue.

 

Comida

O que você come pode causar hipoglicemia, incluindo:

 

  • Falta de carboidratos suficientes
  • Comer alimentos com menos carboidratos que o normal sem reduzir a quantidade de insulina ingerida.
  • O tempo de insulina baseado em se os seus carboidratos são líquidos versus sólidos pode afetar os níveis de glicose no sangue. Os líquidos são absorvidos muito mais rapidamente do que os sólidos, então pode ser complicado cronometrar a dose de insulina correta para absorver a glicose dos alimentos.
  • A composição da refeição – quanta gordura, proteína e fibra estão presentes – também pode afetar a absorção de carboidratos.

 

Atividade física

O exercício tem muitos benefícios. A coisa complicada para as pessoas com diabetes é que eles podem reduzir a glicose no sangue tanto no curto como no longo prazo.

 

Quase metade das crianças em um estudo de diabetes tipo 1 que se exercitou uma hora durante o dia experimentou uma reação baixa de glicose no sangue durante a noite. A intensidade, duração e tempo de exercício podem afetar o risco da hipoglicemia.

 

Diabetes e hipoglicemia: identificação médica

Muitas pessoas com diabetes, particularmente aquelas que usam insulina, devem ter uma identificação médica com elas em todos os momentos.

 

No caso de um episódio de hipoglicemia grave, um acidente de carro ou outra emergência, a identificação médica pode fornecer informações críticas sobre o estado de saúde da pessoa, como o fato de ter diabetes, usar ou não insulina, se tem ou não alguma doença, alergias, etc. O pessoal médico de emergência é treinado para procurar uma identificação médica quando está cuidando de alguém que não pode falar por si.

 

As identificações médicas geralmente são usadas como pulseiras ou colares. As identificações tradicionais são gravadas com informações básicas sobre a saúde da pessoa, e algumas incluem agora unidades USB compactas que podem levar o registro médico completo de uma pessoa para uso em uma emergência.

 

Diabetes e hipoglicemia: desconhecimento de açúcar baixo no sangue

Muitas vezes, os sintomas de hipoglicemia ocorrem quando os níveis de glicose no sangue caem abaixo de 70 mg / dL. Por mais desagradáveis ​​que sejam, os sintomas de hipoglicemia são úteis.

 

Esses sintomas dizem que sua glicose no sangue está baixa e você precisa agir para trazê-la de volta a uma faixa segura. Mas muitas pessoas têm leituras de glicemia abaixo desse nível e não sentem nenhum sintoma. Isso é chamado de desconhecimento da hipoglicemia.

 

As pessoas com desconhecimento da hipoglicemia não sabem dizer quando a glicose no sangue diminui, por isso não sabem que precisam tratá-la. O desconhecimento da hipoglicemia coloca a pessoa em risco aumentado de reações graves de glicose no sangue (quando precisam de alguém para ajudá-la a se recuperar).

 

As pessoas com desconhecimento da hipoglicemia também têm menos probabilidade de serem despertadas do sono quando a hipoglicemia ocorre à noite. Estas pessoas precisam tomar cuidado extra verificando a glicemia com mais frequência.

 

Aumento da frequência das medições

Isso é especialmente importante antes e durante as tarefas críticas, como dirigir. Um monitor contínuo de glicose pode soar um alarme quando os níveis de glicose no sangue estão muito baixos ou começam a cair. Isso pode ser uma grande ajuda para pessoas com desconhecimento da hipoglicemia.

 

O desconhecimento da hipoglicemia ocorre com maior frequência naqueles que:

 

  • Frequentemente apresentam episódios baixos de glicose no sangue (o que pode fazer com que você pare de detectar os primeiros sinais de alerta de hipoglicemia)
  • Tem diabetes há um longo tempo
  • Controlem firmemente a diabetes (o que aumenta suas chances de ter reações de glicose no sangue)

 

Se você acha que tem falta de consciência da hipoglicemia, fale com seu médico. Ele pode ajustar / aumentar os seus alvos de glicose no sangue para evitar hipoglicemia adicional e risco de episódios futuros.

banner 3 passos para controlar a diabetes
Clique aqui e saiba mais

Diabetes e hipoglicemia: recuperando a percepção da hipoglicemia

É possível recuperar seus primeiros sintomas de alerta, evitando qualquer hipoglicemia, mesmo que leve, por várias semanas. Isso ajuda seu corpo a reaprender a reagir aos baixos níveis de glicose no sangue.

 

Você pode, por exemplo, aumentar o seu alvo de  nível de glicose no sangue (um novo alvo que precisa ser trabalhado com seu médico). Pode até resultar em um nível mais elevado de A1C, mas para recuperar a capacidade de sentir sintomas, o aumento temporário dos níveis de glicose no sangue vale à pena.

 

Outras causas de sintomas

Outras pessoas podem começar a apresentar sintomas de hipoglicemia quando os níveis de glicose no sangue estiverem acima de 70 mg / dL. Isso pode acontecer quando os níveis de glicose no sangue estão muito altos e começam a diminuir rapidamente. Se isso estiver acontecendo, discuta o tratamento com seu médico.

 

Como evitar a hipoglicemia?

Sua melhor aposta é praticar um bom controle da diabetes e aprender a detectar a hipoglicemia, para que você possa tratá-la cedo – antes que piore.

 

Monitorar a glicose no sangue, com um medidor ou um monitor contínuo de glicose (MCG), é o método mais eficiente para prevenir a hipoglicemia. Estudos mostram consistentemente que quanto mais uma pessoa verifica a glicemia, menor o risco de hipoglicemia. Isto se deve ao fato de poder ver quando os níveis de glicose no sangue estão caindo e poder tratá-los antes que fiquem muito baixos.

 

  • Se você puder, verifique com mais frequência!
  • Verifique antes e depois das refeições
  • Verifique antes e depois do exercício (ou durante se for uma sessão longa ou intensa)
  • Verifique antes de dormir
  • Após exercício intenso, verifique também no meio da noite

 

Verifique mais vezes também se houver alguma mudança sensível, como uma nova rotina de insulina, um horário de trabalho diferente, um aumento na atividade física, uma mudança sensível na alimentação.

 

Diabetes e hipoglicemia: descobrindo as causas

Se você está com baixa glicose no sangue e não tem certeza do porquê, traga um registro de glicose no sangue, insulina, exercícios e dados de alimentos para um profissional de saúde. Juntos, vocês podem rever todos os seus dados para descobrir a causa da hipoglicemia.

 

Quanto mais informações você puder dar ao seu médico, melhor ele poderá trabalhar com você para entender o que está causando os baixos. Seu provedor pode ajudar a prevenir a baixa glicose sanguínea ajustando o tempo de dosagem de insulina, exercício e refeições ou lanches. Mudar as doses de insulina ou os tipos de comida que você come também podem resolver o problema.

 

Se você já teve hipoglicemia, a chave para evitar um problema futuro é entender o que causou o problema e depois seguir cuidadosamente seu plano de controle da diabetes.

 

Recomendações

Para controle da diabetes através de uma alimentação saudável, dieta recomendada, receitas, livros gratuitos e outras publicações indicadas para diabéticos visite Produtos Recomendados neste site. Para saber mais, clique aqui.

 

Fontes:

banner 3 passos para controlar a diabetes
Clique para saber mais

2 thoughts on “DIABETES E HIPOGLICEMIA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *