DIABETES E VERIFICAÇÃO DA GLICOSE: QUANDO, COMO E PORQUE MEDIR!

diabetes e como verificar a glicose

Diabetes e verificação da glicose: caso não queira ou não consiga ler este conteúdo, ele também pode ser ouvido em nosso site. Para isso clique aqui, ou use o tocador abaixo.

Pessoas com diabetes são incentivadas a verificar o açúcar no sangue com frequência e, com a tecnologia mais recente dos monitores contínuos de glicose (MCG), a frequência das verificações tem aumentado mais do que nunca.

 

Mas e se você estiver usando um glicosímetro, dispositivo de lanceta e tiras de teste? Com que frequência, e talvez mais importante, exatamente quando você deve verificar o açúcar no sangue?

DIABETES E VERIFICAÇÃO DA GLICOSE: QUANDO, COMO E PORQUE MEDIR!
Exemplo de medição contínua por um MCG por 24 horas. Neste exemplo vê-se uma hipoglicemia entre meia noite e uma hora da manhã e uma hiperglicemia após o almoço. A média do dia foi de 115, o que, convertido para a medida padrão de hemoglobina glicada, seria de 5.6 %.

Este artigo descreve a importância de verificar o açúcar no sangue, com que frequência e quando você realmente deve verificar para um melhor controle do diabetes.

 

Diabetes e verificação da glicose: por que é importante?

Para um diabético(a), verificar a glicose no sangue é fundamental para um bom controle. Sem conhecer os números da glicose no sangue, não se pode dosar a insulina e os medicamentos da maneira adequada, não se consegue tratar uma glicemia muito baixa (hipoglicemia) assintomática, não se pode saber o quanto consumir em uma refeição sem ter hiperglicemia ou como praticar exercícios com segurança.

 

Uma verificação de açúcar no sangue pode ser compara ao velocímetro de um automóvel: o número não é essencialmente bom, nem ruim, ele apenas fornece ao diabético um feedback sobre o que é preciso fazer em seguida: acelerar ou desacelerar nas medidas que fazem parte do seu controle.

 

Se um número for muito alto (é importante ter uma faixa-alvo de açúcar non sangue que se adapte ao seu caso e ao seu estilo de vida), ele está dizendo para você tomar insulina, tomar a sua medicação, moderar em alguns alimentos ou fazer exercícios, enquanto se um número for muito baixo, ele indica que algo com açúcar ou alguma outra forma de glicose deve ser ingerida.

 

Se o número for satisfatório, ou seja, dentro da faixa alvo, pode-se prosseguir normalmente com nossos afazeres diários.

 

Verificar o nível de açúcar no sangue também é importante para monitorar objetivos de longo prazo, como um teste de hemoglobina glicada, para se ter uma boa ideia de quão perto ou longe estamos de nossos objetivos de nível de glicemia.

 

Verificar regularmente o açúcar no sangue também pode lhe dar feedback sobre o que está funcionando e o que não está: talvez um determinado alimento não esteja funcionando, ou um tipo de exercício, como uma boa caminhada, tenha realmente ajudado a diminuir a glicemia.

 

É um bom momento para verificar e calibrar a gestão da glicemia e descobrir o que funciona melhor no seu caso, sabendo que isso pode e vai mudar com o tempo.

 

Diabetes e verificação da glicose:  frequência das medições de glicose

Como a maioria das coisas relacionadas com a diabetes, isso depende do organismo, severidade da doença e estilo de vida do paciente. Um profissional da saúde poderá ajudar a determinar o número apropriado de vezes por dia que a glicemia deve ser verificada.

 

Saiba que não apenas as pessoas são diferentes, mas a frequência pode mudar ao longo do tratamento da diabetes.

 

Por exemplo, quando alguém está grávida, a necessidade de verificação aumenta imensamente e, inversamente, se alguém com diabetes tipo 2 que não use insulina, pode precisar verificar com menos frequência, pois a probabilidade de hipoglicemia é menor sem o uso de insulina exógena (injetada).

 

Pessoas com diabetes tipo 1 devem verificar no mínimo de 4 a 10 vezes por dia, e pessoas com diabetes tipo 2 podem precisar verificar apenas algumas vezes ao dia (se usarem insulina), e possivelmente em dias alternados se não fizerem uso de insulina.

 

Mas sejamos claros: você pode verificar quantas vezes precisar e quantas vezes quiser e puder. Não há nada de errado em verificar com mais frequência ou quando quiser.

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

Diabetes e verificação da glicose: quando verificar o açúcar no sangue?

Embora a diabetes de cada um varie, existem algumas boas diretrizes que a maioria das pessoas pode seguir:

 

Em jejum

A melhor maneira de uma pessoa com diabetes começar o dia é verificando o açúcar no sangue. Isso pode ajudar a corrigir glicemias altas ou baixas antes de se alimentar, fazer exercícios ou começar o dia de trabalho, e pode ajudar a colocar a glicemia no caminho certo para o restante do dia.

 

Começar um novo dia sem saber o nível de açúcar no sangue é semelhante a dirigir à noite com faróis desligados. Não se sabe onde se está e muito menos para onde estamos indo!

 

Manter um medidor, tiras de teste, dispositivo de lanceta e um algodão embebido em álcool ao lado da cama pode funcionar como um lembrete para verificar o açúcar no sangue assim que se acordar.

 

Diabetes e verificação da glicose:  antes e depois das refeições e lanches

Se você come logo na primeira hora da manhã, que é o horário de maior resistência à insulina, a primeira verificação de açúcar no sangue do dia também pode servir como uma verificação antes da refeição, mas se não comer, é recomendável verificar novamente antes do café da manhã.

 

Isso pode nos informar sobre a quantidade de insulina que será necessária para a refeição (se for insulino dependente). Se estiver um pouco alta, será necessária uma dose de insulina bolus extra, mas se o açúcar no sangue estiver baixo, será possível usar um pouco menos de insulina para o consumo de carboidratos.

 

Verificar antes de cada refeição e lanche pode ajudar a conter os picos pós-prandiais (após as refeições) de glicose, também conhecidas como níveis teimosos de hiperglicemia, que às vezes temos depois de comer uma refeição e não nos alimentarmos da maneira mais adequada para essa refeição.

 

Idealmente, deve-se verificar 2 horas após o início de todas as refeições, para determinar se a refeição foi adequada ao controle glicêmico, se há necessidade de ajustar a alimentação ou se foi usada muita ou pouca insulina.

 

Duas horas é o intervalo de tempo recomendado, porque a essa altura a maioria dos carboidratos já foi absorvida pelo corpo e a maior parte da insulina já atingiu o seu pico.

 

Se for insulino dependente, ao verificar antes dos lanches (entre as refeições), é aconselhável certificar-se de estar calculando qualquer insulina ativa a bordo para não exagerar na dose e ter hipoglicemia.

 

Diabetes e verificação da glicose: antes e depois dos exercícios

Isso é crucial, porque se exercitar com um nível de açúcar no sangue baixo ou mesmo dentro dos limites pode ser perigoso, dependendo da duração e da intensidade do exercício.

 

Em caso de dúvidas pergunte ao seu médico o nível adequado de açúcar no sangue antes do exercício. Normalmente as pessoas preferem que seus níveis fiquem acima do limite inferior da faixa alvo de glicemia (por exemplo 130 mg/dl para uma faixa alvo entre 70 e 140 mg/dl), antes de iniciar qualquer exercício cardiovascular vigoroso para assim prevenirem uma hipoglicemia severa, que pode ser perigosa.

 

Por outro lado, o açúcar no sangue de algumas pessoas tende a aumentar durante os exercícios, especialmente se estiverem fazendo levantamento de peso ou exercícios que aumentem os níveis de adrenalina no corpo.

 

Obviamente não se quer que a glicemia esteja muito alta antes do exercício. As orientações médicas desaconselham exercícios para diabéticos que estejam com uma glicemia acima de 250 mg / dl.

 

Quando se exercita sem insulina suficiente na corrente sanguínea, o fígado e os rins inadvertidamente liberam mais açúcar no corpo, aumentando ainda mais a glicemia e colocando o diabético em risco de desidratação, excesso de cetonas e até mesmo risco aumentado de evoluir para cetoacidose diabética (CD).

 

Alguns diabéticos precisarão de um lanche pós-exercício para aumentar o açúcar no sangue, especialmente após um treino particularmente longo ou muito vigoroso, e usuários de insulina podem precisar de uma dose extra pós-exercício para combater os picos de glicose.

 

Antes de dormir

É bem importante verificar o nível de açúcar no sangue antes de dormir. Dormir com um nível de açúcar no sangue baixo pode ser perigoso, enquanto ir para a cama com um nível de açúcar no sangue acima do normal pode provocar uma noite desconfortável com sede constante e idas frequentes ao banheiro.

 

É útil não comer pelo menos 3 horas antes de dormir.  As recomendações variam, mas um nível de açúcar no sangue à noite em torno de 100 mg / dl é a recomendação mais usual.

 

Se alguém tem hipoglicemias noturnas com certa frequência e estiver jejuando para um exame pela manhã é recomendável definir um alarme e verificar algumas vezes durante a noite.

 

Neste ponto em especial, os monitores contínuos de glicose (MCG) podem ser benéficos, porque vários modelos emitem um alarme configurável para níveis altos ou baixos de açúcar no sangue, chamando a atenção ou acordando o diabético para as devidas correções.

 

Quando se está doente

O açúcar no sangue é mais difícil de controlar quando você está doente, por isso é mais importante do que nunca verificar o açúcar no sangue com frequência se você estiver sofrendo de qualquer coisa, desde um resfriado comum a uma gripe forte ou até mesmo lutando contra uma infecção.

 

No meu caso particular, foi uma alta inexplicada de glicemia que me chamou a atenção de que algo estava errado. Algumas medições com a glicose estranhamente alta pela manhã por horas e uma febre sutil (37,2 C) me levaram a fazer um teste e confirmar um caso de COVID. Medir a glicemia pode ser um excelente alarme para um problema de saúde que se avizinha.

 

Muitas vezes, é recomendado verificar a cada 4 horas quando se estiver doente e procurar atendimento médico se:

  • A glicemia estiver acima de 250 mg / dl por várias horas
  • A glicemia estiver abaixo de 70 mg / dl mesmo após a ingestão de carboidratos simples (açúcares)
  • Temperatura acima de 38 C
  • Sintomas de diarreia e / ou vômito
banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes

Outros momentos importantes para verificar o açúcar no sangue

 

Outros momentos importantes em que se deve prestar atenção especial ao açúcar no sangue e verificar com mais frequência incluem:

  • Quando há mudanças na medicação, especialmente se passar a usar insulina. Alguns medicamentos como antibióticos e corticoides podem elevar muito a glicemia.
  • Quando estiver de férias ou viajando (especialmente se houver mudança de fuso horário)
  • Durante a gravidez (e no pós-parto)
  • Quando houver mudanças substanciais na rotina diária (por exemplo, um novo emprego)
  • No diagnóstico de um novo problema de saúde
  • Nas mudanças grandes de dieta, ou se ganhou ou perdeu muito peso recentemente inexplicavelmente
  • Sob condições de muito estresse

 

Leve com você

Para os diabéticos, nunca será um mal momento para verificar o açúcar no sangue, mas focar nos momentos importantes ao longo do dia e ao longo da vida pode melhorar muito o controle do diabetes, reduzir o açúcar no sangue e a hemoglobina glicada, aumentar a energia e melhorar a saúde e o bem-estar!

 

Recomendações

Para controle da diabetes através de uma alimentação saudável, dieta recomendada, receitas, livros gratuitos e outras publicações indicadas para diabéticos visite Produtos Recomendados em https://controledadiabetes.com.br/produtos-indicados/Clique aqui para saber mais.

 

Esperamos ter ajudado. Paz e saúde.

Fontes

banner 3 passos para controlar a diabetes
3 Passos para Controlar a Diabetes
Posted in A+

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *